"Máscaras, as novas poluidoras da natureza"

(In EURONEWS, 12 Janeiro 2021)

"O material de proteção contra a covid-19 tem vindo a tornar-se o mais recente poluidor da natureza.

Máscaras e luvas servem para salvar vidas na humanidade mas, no mundo animal, a história é outra.

Os especialistas alertam: Estes plásticos descartáveis podem levar centenas de anos a desaparecer e, a longo prazo, o risco para os ecossistemas pode ser maior do que aquele que já é.

George Leonard, da ONG norte-americana "Conservação dos Oceanos", acredita que as máscaras e as luvas "são particularmente problemáticas" por influenciarem animais como tartarugas marinhas, aves e peixes. O especialista diz que como as máscaras e as luvas são materiais grandes, "não é provável que causem impacto no fitoplâncton e no zooplâncton", ou seja, na base do cadeia alimentar.

George Leonard diz que o problema é que toda a cadeia alimentar acaba por ficar em risco porque quando estes plásticos se decompõem no ambiente, "formam partículas cada vez mais pequenas."

São cada vez mais as imagens de animais afetados pelo desleixo humano, desde gaivotas com as patas presas com máscaras, a animais da vida selvagem a "conviver" com este objetos, como se já fizessem parte da natureza."

Leia a notícia na íntegra aqui.

Language
PT-PT
Open drop down